30 dezembro 2017

caixinha para guardar o jogo 'GeoBingo América'

publicado: 30/12/2017  atualizado: 28/02/2017


(clique aqui para conhecer e como adquirir o jogo GeoBingo América)
(clique aqui para assistir ao vídeo sobre o jogo GeoBingo América)



Continuando com o desenvolvimento das caixinhas para os nossos jogos didáticos, chegou a vez do GeoBingo América. Não, não estou seguindo a ordem de lançamentos dos jogos, pois resolvi fazer alguns testes com os formatos das caixas. No caso do GeoBingo América, cujo conteúdo é composto por 50 cartelas (um pouco maiores do que as cartas do TopTrunfo "Estados do Brasil") e mais 50 fichas pequenas com as respectivas questões, pensei numa caixa com tampa. 

Bem, olhando para o resultado final, acho que deu certo.

Lembrando que, no caso específico deste jogo, o molde da caixinha será enviada, via e-mail, a todos aqueles que já o adquiriram.

Então... vamos ao tutorial para a montagem da caixinha. Veja a sequência das fotos e, logo abaixo, a descrição de cada etapa:


1 - Depois de imprimir a estampa da caixinha em papel adesivo, recortei no tamanho adequado e separei o pedaço da tampa e da caixa. Também deixei já recortado, no tamanho adequado, um pedaço de papel cartão vermelho (que é a cor que utilizo para o continente americano nos meus jogos);

2 - Destaco com cuidado a proteção dos adesivos;

3 - Faço a colagem dos adesivos no verso do papel cartão;

4 - Em seguida, recorto cuidadosamente os moldes da tampa e da caixa;

5 - Com a tesoura, faço um risco (ou vinco) na parte colorida do papel cartão, para facilitar as dobras na hora de montar as peças;

6 - Depois dos recortes e vincos, é hora da colagem.

Bem, com as etapas da montagem da caixinha finalizadas, é só guardar o jogo:



Legal, não é mesmo? Os passos de 7 a 10, nos dão uma ideia de como ficou o resultado final.

Lembrando, mais uma vez, que, os que já adquiriram o jogo GeoBingo América, receberão seus moldes via e-mail.

E, quem estiver interessado em adquiri-lo:

 Quer saber mais sobre o GeoBingo América? Clique nas figuras abaixo para conhecer...

É isso! Abraço!

26 dezembro 2017

caixinha para guardar o jogo de Cartas topTrunfo "Estados do Brasil"

publicado: 26/12/2017  atualizado: 26/02/2018


(baixe este jogo gratuitamente - saiba como, ao final deste 'post')


Acabou de sair, digamos, do 'forno'! Mais um projeto que sai do papel! Sensacional!

Bem, você deve estar se perguntando o porquê de toda essa empolgação. Eu explico: Depois de um longo tempo pensando e elaborando, ocupado com muitas outras coisas, finalmente consegui terminar a minha primeira caixinha para guardar os jogos.


E a estreia não poderia ter sido mais apropriada... justamente para o primeiro jogo que criei, o jogo de Cartas topTrunfo "Estados do Brasil". Como a distribuição desse jogo é gratuita, a da caixinha também será.




Faça o download gratuito do modelo da caixinha para montar (e do jogo também)...

é só participar do nosso grupo no Facebook:

https://www.facebook.com/groups/classeinvertida/






 Quer saber mais sobre o GeoRanking TopTrunfo Estados do Brasil? Clique nas figuras abaixo para conhecer...

21 dezembro 2017

jogos e dinâmicas: GeoLogística Portuária

publicado: 21/12/2017  atualizado: 21/12/2017
JOGOS E DINÂMICAS - Ensino técnico / superior



Minha formação acadêmica, inclui, além de Geografia, Comércio Exterior e Logística. A experiência profissional também. Por isso, resolvi desenvolver alguns jogos na área de logística, mais especificamente, no seu segmento portuário. Há tempos que eu tinha esse projeto em mente e até juntei, com o passar do tempo, muito material sobre o tema, do qual gosto muito.  Agora, tudo isso tornou-se realidade.

O primeiro jogo desta nova série é o GeoLogística Portuária. Trata-se de um jogo de cartas que também pode ser de tabuleiro, ou, seria um jogo de tabuleiro que pode ser de cartas?  Bem, não importa. Na verdade, há mil e uma maneiras de jogar GeoLogística Portuária.

Antes de mais nada, quero explicar a base das informações deste jogo. Elas foram tiradas de uma cartilha da Antaq – Agência Nacional de Transportes Aquaviários, publicada há alguns anos. Utilizei bastante essa cartilha nas minhas aulas na faculdade e, para facilitar, fiz uma adaptação e montei uma apostila (clique aqui para acessá-la). Retirada da cartilha, a ilustração abaixo demonstra bem o fluxo das prestações de serviços na logística de um porto, bem como os seus respectivos prestadores na movimentação de carga geral e de contêineres:



Em resumo, GeoLogística Portuária é um jogo que aborda, abrange, contempla, enfim, apresenta a organização geral dos serviços portuários, e desafia seus participantes a mostrarem que estão por dentro de tudo o que acontece na logística portuária, seja no mar, no porto, num terminal ou numa empresa do retroporto.

Recomendo o uso deste jogo como complemento prático às aulas ou materiais de leitura, com a proposta de resolução de desafios. É claro que, em todo jogo, existe o fator sorte. Sim, é o caso de GeoLogística Portuária. Mas, não é o fator predominante. O conhecimento prévio e a estratégia são muito mais importantes e decisivos.

O jogo

GeoLogística Portuária é composto por 102 cartas, conforme o quadro abaixo:


Cada carta de prestador de serviço faz par com um único e respectivo serviço prestado. As exceções ficam por conta da Estiva e da Capatazia. Cada uma dessas áreas possui 9 cartas que compõem um conjunto que pertence a um único prestador de serviço.


Embora o jogo possa ser jogado apenas com as cartas, ele também pode conter um tabuleiro, delimitado pelas áreas denominadas mar, porto, terminal e retroporto, como o sugerido na figura abaixo:



Regras

Relembrando o que foi dito na introdução deste ‘post’, GeoLogística Portuária pode ser jogado de mil e uma maneiras. Porém, vou passar a regra básica do jogo. As adaptações, é claro, são permitidas e ficam a critério de cada um. Aliás, não deixa de ser um desafio... traçar novas regras e estratégias... Um viva para a sala de aula invertida!!!



Ôpa! Voltando às regras:

1) Embaralhar todas as cartas (serviços e prestadores)

2) Distribuir 6 cartas a cada participante (o ideal é de 2 a 6 jogadores)



 3) Na mesa, ou no tabuleiro, posicionar, aleatoriamente, 20 cartas com as faces voltadas para cima, à vista de todos.



4) As cartas restantes deverão se posicionadas, num monte e com a faces voltada para baixo, em qualquer lugar da mesa ou do tabuleiro.



  5) Depois de se decidir a ordem dos participantes, o primeiro a jogar deve ‘comprar’ uma carta, ou da mesa/tabuleiro ou do monte. Em seguida, verificar se alguma das cartas que possui, fazem ‘par’. 

  Em outras palavras, ele deve verificar se possui a carta de um serviço portuário e a carta do prestador desse serviço. Para ajudar nessa identificação, os números do serviço e do prestador são iguais. Em caso afirmativo, ele pode descartar, esse e os demais pares que possui na mão, colocando cada par em sua respectiva área (mar, porto, terminal e retroporto) no tabuleiro. Ao final de sua jogada, deverá, obrigatoriamente, descartar uma carta de sua escolha. E assim sucessivamente, entre todos os participantes.

6) O vencedor será aquele que, primeiro, ficar sem nenhuma carta na mão.

Bem, esta é uma regra básica. Algumas variações, tais como, definição de objetivos, sequências dos serviços, etc. com certeza tornarão o jogo mais desafiador e interessante.

Em breve apresentarei outras maneiras de jogar GeoLogística Portuária, postando cartas, cartões e complementos.




Porém, este jogo ainda não está disponível para venda nem distribuição. Ele faz parte de um projeto de oficina e workshop, que logo, logo divulgarei.


É isso!!!



17 dezembro 2017

Feira para Mostra de Projetos de TCC da Etec de Praia Grande



No dia 7 de dezembro de 2017, na sede da Etec de Praia Grande, realizou-se a tradicional Feira para Mostra de Projetos de Trabalhos de Conclusão de Curso, desenvolvidos pelos alunos do último semestre dos cursos técnicos de Farmácia, Informática, Logística e Transações Imobiliárias, do qual fui orientador e docente, e que passo a relatar de forma mais específica neste ‘post’.

As turmas chegaram bem cedo para organizar o local. Todos estavam ansiosos e na expectativa de que o evento fosse um sucesso, o que realmente aconteceu e, acrescento, de forma sensacional!

Quando as portas do Laboratório de Administração se abriram, as 19h30, estava tudo pronto, os estandes em ordem e todos preparados para atender ao público e aos avaliadores.

Bem, vamos então conhecer um pouco de cada equipe e seu respectivo projeto:

“Locamania: Aplicativo para o mercado de locação”



Segundo a equipe, um aplicativo é uma ferramenta de praticidade vista como um método para realizar tarefas em qualquer hora do dia e lugar e, que vem a cada dia se desenvolvendo mais e se tornando essencial na vida das pessoas. Assim, pensando na necessidade de atender clientes na busca de imóveis, elas desenvolveram um aplicativo específico chamado de “Locamania” com o intuito de suprir, principalmente tais necessidades na hora da locação.
O aplicativo “Locamania” visa não só atender os clientes que estão procurando imóveis para locação como também clientes que desejam anunciar o seu imóvel no aplicativo, garantindo assim maior divulgação e retorno.

“Avaliações Imobiliárias: Aperfeiçoando o processo através de um aplicativo”



Este projeto consiste no desenvolvimento de um aplicativo informatizado no qual, através de um modelo padrão de “checklist”, serão registradas além das informações comuns dos imóveis, possíveis problemas e anomalias identificadas durante as operações de vistorias.
O aplicativo proposto visa o ganho de agilidade e objetividade no processo de avaliação de imóveis, tornando-o padrão e referência no setor imobiliário, especificamente na área residencial, abrangendo: casas, apartamentos, sobrados e
afins. O objetivo é buscar a padronização desta metodologia e ser um diferencial no mercado neste segmento, agilizando processos e valorizando negócios.

“Perito Imobiliário / Avaliador: 
A importância e a necessidade da sua atuação no mercado imobiliário”


O TCC tem a finalidade de analisar e compreender a função relacionada ao perito imobiliário, abrangendo desde a execução de relatórios até laudos de avaliação imobiliária para o poder judiciário, estes, com utilização para fins legais nas decisões de compra e venda de imóveis, partilha de herança, desapropriação, indenizatórias, demarcatórias, perdas e danos, renovatórias de locação, usucapião e vistorias.

“Mercado de Imóveis Compactos”


Através da pesquisa e análise de dados do mercado imobiliário, este trabalho busca identificar e avaliar a oferta de imóveis compactos, bem como o cenário na região na Baixada Santista, focado na cidade da Praia Grande, identificando oportunidades de negócios do ponto de vista do corretor imobiliário, que viabilize oportunidades para investidores, construtores, incorporadores e compradores em potencial.

“Divulgações de imóveis: inovação através das redes sociais”


Neste Trabalho de Conclusão de Curso foram apresentados aplicativos, websites e as demais questões relacionadas a divulgação de imóveis pela rede social, bem como o desenvolvimento e aplicação de técnicas visando a melhoria no âmbito da divulgação de produtos relacionados ao mercado imobiliário.

A Feira


Bom, pelas fotos dá para perceber que o evento foi realmente um sucesso. E isso, não só no meu ponto de vista e análise pessoal, mas também no relato dos professores avaliadores e na receptividade das mais de 200 pessoas que visitaram os estandes, (e até participaram do sorteio da equipe do Locamania!!!).


























A avaliação

Enfim, cada aluno cumpriu, de forma plenamente satisfatória e, no prazo estabelecido, em conjunto com o seu grupo, o planejamento das fases de execução de cada projeto, com base na natureza e na complexidade das atividades, bem como a entrega das atividades de pesquisa e apresentação escrita / oral, além da elaboração do projeto técnico.

Com relação ao relatório de trabalho de campo e estudos do meio, a fim de avaliar as fontes e os recursos necessários para o desenvolvimento do projeto, todos os grupos, participaram de forma plenamente satisfatória nas aulas e nas atividades propostas.

Estão todos de parabéns. Agradeço a todos pelo empenho e dedicação. Desejo muito sucesso aos mais novos Técnicos em Transações Imobiliárias do mercado!

E, antes de terminar, meu agradecimento especial à equipe "Locamania"! Fiquei muito feliz pela lembrança e imensamente grato pela homenagem!




Outros 'posts' interessantes do curso Técnico em Transações Imobiliárias:

Clique aqui  e confira como foi a Dinâmica de Operações Imobiliárias - captação, divulgação e venda de imóveis.
Clique aqui  e confira como foi a Dinâmica de Operações Imobiliárias - captação, divulgação e locação de imóveis.

Mais sobre Trabalhos de Conclusão de Curso? Clique aqui e confira!

Clique aqui para conhecer e curtir a página sobre o Monographia!

09 dezembro 2017

Retratos

A Feira de TCC da Etec de Praia Grande nem havia começado e eu já tinha uma ideia pra uma nova dinâmica!


04 dezembro 2017

photodinâmica

012.
Participação na Feira Cultural da Escola Municipal Domingos Soares de Oliveira, em Praia Grande (flagrantes da Sala de Geografia) - 01/12/2017


Dinâmica de Operações Imobiliárias - captação, divulgação e locação de imóveis

Transações Imobiliárias
Dinâmica de Operações Imobiliárias: Captação, divulgação e locação de imóveis – 28/11/2017 – 19 às 22:50

Depois da sensacional “megadinâmica” imobiliária realizada na Etec de Praia Grande, no dia 21 de novembro, reunimos mais uma vez todas as três turmas (1º, 2º e 3º semestres), do Curso Técnico em Transações Imobiliárias para um novo evento nos mesmos moldes.


Os professores Gabriel, Leandro e Naíá lá estavam, mais uma vez prontos e dispostos para aplicar mais uma dinâmica (ôpa... eu também estava presente).

Dessa vez, optamos por uma sala de aula ao invés do laboratório de administração, utilizado na dinâmica anterior. Ficou mais compacto, mas nem tão menos produtivo.

Ah! E os banners promocionais também, mais uma vez, foram utilizados para deixar o ambiente mais apropriado, como se pode notar nas fotos.


Novamente, selecionamos quatro representantes, um de cada turma, para formarem suas equipes. E como já era de praxe, equipes escolhidas e formadas, passamos a todos as instruções. Cada equipe deveria simular uma transação de locação de um ou mais imóveisl. Alguns parâmetros, no entanto, deveriam ser seguidos:

1º PERSONAGENS:

LOCADORES: Casal jovem, casal idoso e solteiro (sugestões)
LOCATÁRIOS: Construtor, Casal idoso e investidor (sugestões)
IMOBILIÁRIAS: Administrador, corretores, secretária, vistoriador, etc. (sugestões)
BANCO: Caixa Econômica, etc. (sugestões)

2º PROCEDIMENTOS

 
 3º AVALIAÇÃO

BANCA DE PROFESSORES

Em seguida, reunidas a parte, cada equipe traçou suas estratégias de apresentação, afinal o tempo disponível para tanto era somente de vinte minutos. O resultado? Sensacional. 


Mais uma vez, os alunos superaram todas as expectativas. Com a experiência adquirida na dinâmica anterior, todas as equipes mostraram-se criativas e sintonizadas com o ambiente profissional do mercado imobiliário. Nas fotos aqui postadas, pode-se perceber como foi a realização dessa “megadinâmica”.


Com certeza, todos apreciaram participar da dinâmica, mas, a aventura, infelizmente acaba aqui, pelo menos, para este ano, afinal o semestre está chegando ao fim. O importante é que, nós, professores e alunos, estabelecemos, por que não, um excelente precedente para as turmas dos próximos anos.


É isso!!













Clique aqui  e confira como foi a Dinâmica de Operações Imobiliárias - captação, divulgação e venda de imóveis.

02 dezembro 2017

Diário de Classe


capítulo 2 - Capacitação Design Thinking


No dia 30 de setembro, fui convidado a participar do WorkshopCompetências Empreendedoras na Escola” (Design Thinking, Design Sprint, Canvas e outras metodologias), a cargo da empresa Ideias do Futuro, que promoveu o projeto Startup In School nas unidades da Etec, inclusive na de Praia Grande.

O Startup in School é um programa de iniciação em Empreendedorismo Tecnológico. Uma competição de 2 dias, em que os alunos criam uma startup baseada em aplicativo mobile, seu protótipo e modelo de negócios. São trabalhados conceitos de programação e competências empreendedoras. Até o primeiro semestre de 2017, mais de 600 alunos já participaram do programa, que mantém altas avaliações.
Essa capacitação foi direcionada aos docentes que ministram as disciplinas PTCC (Planejamento do Trabalho de Conclusão de Curso), DTCC (Desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso) e Coordenadores de Curso e de Laboratório da Unidade Escolar local.

A temática principal do curso foi em torno da questão: “por que desenvolver competências empreendedoras na escola?”  e abordou diversas metodologias de projetos e fomento ao empreendedorismo.



Um dos pontos altos foi o aprendizado do Design Thinking -  uma metodologia que aplica ferramentas do design para solucionar problemas complexos. Propõe o equilíbrio entre o raciocínio indutivo/ associativo, que alavanca a inovação, e a redução de riscos. Posiciona as pessoas no centro do processo, compreendendo a fundo suas necessidades.


E o foco principal era a inovação na educação, principalmente nas seguintes abordagens:

Em práticas e estilo de ensino
No uso de materiais complementares nas salas de aula
No uso de dispositivos eletrônicos e internet na sala de aula
Na organização da classe
Nos métodos de avaliação utilizados nas salas de aula
No fornecimento de educação complementar nas escolas
No âmbito da colaboração de professores nas escolas
Em mecanismos de feedback nas escolas
Nas relações externas das escolas
Nos métodos de gestão


Bem, a capacitação transcorreu de forma dinâmica. Fomos divididos em grupos e nossa tarefa era desenvolver um projeto educacional utilizando as ferramentas abordadas. A equipe da qual fiz parte, propôs um projeto de capacitação de professores na metodologia sala de aula invertida. O projeto ficou realmente muito interessante e recebeu elogios de todos.



Realmente foi sensacional poder participar desse evento. 

Em breve, aqui no blog, vou começar a postar artigos e dinâmicas utilizando Design Thinking.