22 abril 2018

jogos didáticos: GeoBingo Coordenadas Geográficas: Brasil

publicado: 22/04/2018  atualizado: 22/04/2018



De volta aos GeoBingos, agora com um tema bem interessante e que há muito é sugerido e solicitado pelos professores: coordenadas geográficas.

Coordenadas geográficas, na maioria dos casos, não é um conteúdo de fácil compreensão e entendimento. Alguns professores de Geografia tentam encontrar uma maneira do aluno assimilar o conteúdo. O jogo didático é uma das atividades que motivam e promovem a interação entre os estudantes. Assim, os docentes, para fixar o conteúdo de geografia que enfoca a capacidade de localização no globo terrestre, com os conceitos de coordenadas geográficas envolvendo paralelos e meridianos, utilizam o jogo Batalha Naval na sala de aula. Esse jogo consiste em deduzir onde estão as figuras do oponente, dizendo o endereço, exemplo, linha ‘2’ coluna ‘h’, linha 9 coluna ‘b’ e assim por diante. O término do jogo é quando um dos oponentes acerta todos os alvos do outro.  Nesse caso, a ligação entre o jogo e as coordenadas geográficas é que as linhas representam os paralelos e as colunas os meridianos. Os códigos comparam-se às coordenadas geográficas inseridas nos mapas (por exemplo 16°S e 48°O).

Não estou aqui desqualificando, nem descartando Batalha Naval como atividade em sala de aula, muito pelo contrário, tenho um projeto, na minha oficina de jogos, para o desenvolvimento de uma adaptação que, em breve, estarei lançando por aqui.

Por enquanto, apresento uma nova proposta para auxiliar no entendimento das coordenadas geográficas:


GeoBingo Coordenadas Geográficas: Brasil

Como sempre escrevo nos ‘posts’ dos GeoBingos, não é novidade que existe uma grande variedade de regras de bingo, com diferentes padrões de sorteio, marcação e possibilidades de vitória. 

Este jogo de bingo, ou melhor, GeoBingo, é um jogo didático, voltado exclusivamente para auxiliar no aprendizado e na fixação de conhecimento sobre Geografia.

Assim, desenvolvi este jogo abrangendo o tema coordenadas geográficas e envolvendo o território brasileiro. Ideal para as turmas do 4º ao 7º ano, e para os alunos do 8º e 9º como revisão de matéria.


Componentes do jogo

a) CONTEÚDO DIDÁTICO

- Localização de um ponto no mapa do Brasil através da identificação da latitude e da longitude;
- Identificação da latitude e da longitude de uma determinada área (Estado, Região, etc.) no mapa do Brasil;
- Questões diversas sobre coordenadas geográficas (Pontos Cardeais, meridianos, paralelos, etc.)

b) CARTELAS

O jogo é composto por 40 cartelas contendo, cada uma, 12 informações aleatórias sobre coordenadas geográficas que envolvem a localização, no mapa do Brasil, dos Estados, do Distrito Federal e das 5 Regiões. Algumas dessas informações envolvem latitude, longitude, pontos numéricos, bandeiras, mapas e figuras temáticas.

Abaixo, um exemplo detalhado de uma das cartelas:


c) FICHAS COM PERGUNTAS E RESPOSTAS

Além disso, traz também 40 fichas com perguntas direcionadas ao tema, tais como as do exemplo abaixo:


Note que, agora, cada ficha de pergunta contém também a sua respectiva resposta. Resolvi incluir essa informação como um auxílio paras o professor. Afinal, as informações envolvem muitos números e combinações. Com as respostas estampadas nas fichas, fica mais fácil conferir as questões que forem sendo sorteadas relacionando-as com as marcações feitas nas cartelas pelos alunos.


  
d) MAPA DO BRASIL COM MARCAÇÕES E SIGLAS

Não deixa de ser um componente um tanto estranho para um jogo de bingo, mas, como o nosso trata-se de um jogo didático, o mapa do Brasil com marcações e siglas é fundamental para o desenrolar do jogo, possibilitando aos estudantes que façam consultas e observações antes de marcar os quadros nas cartelas:


 e) CAIXINHA

Há também a caixinha com um design especial, para guardar as cartelas, as fichas e o mapa:


Regras (sugestões)

As regras para se jogar o GeoBingo Coordenadas Geográficas: Brasil, são muito simples:

- Cada estudante pode usar 1 ou 2 cartelas com 12 quadros aleatórios em cada uma. Pode-se dividir a turma em grupos e cada grupo fica com um exemplar do mapa do Brasil.

- A cada rodada uma pergunta é sorteada (ou escolhida pelo professor) e o aluno verifica se a resposta está na sua cartela, podendo, inclusive, consultar o mapa. Por exemplo: Se a pergunta sorteada for " A área de qual Estado localiza-se nas coordenadas: LAT 5°S, LONG 55°O?", o estudante deverá consultar o mapa e depois verificar em sua cartela se consta o quadro com o mapa do Estado onde está escrito “Pará”. Em caso afirmativo, deverá fazer uma marcação sobre o quadro onde se encontra esse mapa.

- O aluno completa sua(s) cartela(s) marcando as repostas às perguntas sorteadas.

- O objetivo é completar linhas, colunas, diagonais, ou a cartela toda, de acordo com o objetivo traçado pelo professor.


Seguindo as regras, o aluno deverá gritar "Bingo" assim que completar linhas, colunas, diagonais, ou a cartela toda. O professor fará a conferência das marcações. Caso a cartela esteja marcada corretamente, será declarado vencedor.


Como adquirir?
 Quer saber mais sobre o GeoBingo Coordenadas GeográficasBrasil? Clique nas figuras abaixo para conhecer...


07 abril 2018

jogos didáticos: GeoCartas – Estados e Regiões do Brasil: jogo do mico!

publicado: 07/04/2018  atualizado: 07/04/2018



Quem não se lembra do famoso ‘jogo do mico’? Com certeza, fez parte da infância de muitas pessoas. Afinal de contas, mesmo sendo um jogo de estratégia e constante pressão, ele é também muito divertido. Por isso, resolvi ‘resgatá-lo’ e adaptá-lo a uma nova função, digamos, mais didática e, é claro, geográfica!

Chamarei essa adaptação de:
GeoCartasEstados e Regiões do Brasil: jogo do mico!



No ‘Mico’ original, normalmente se jogava com dois baralhos de 27 cartas cada um.  No “GeoCartasEstados e Regiões do Brasil: jogo do mico!” não há esse problema, uma vez que o baralho tem 65 cartas!

O grande objetivo do tradicional ‘jogo do mico’ é terminar sem nenhuma carta na mão, ou seja, fazer pares entre os animais, juntando macho e fêmea da mesma espécie e não ficar com o Mico, que é a única carta que não tem par.

Similarmente em nosso novo jogo, o objetivo também é fazer pares, só que entre Estados e Regiões do Brasil e suas respectivas Capitais, e não ficar com a única carta sem par, a carta com o Distrito Federal.  

Componentes do jogo

a) CARTAS

São 65 cartas, assim distribuídas:

1º deck com 33 cartas:
- 26 cartas dos Estados;
- 01 carta do Distrito Federal;
- 05 cartas das Regiões (Norte, Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste);
- 01 carta do Brasil

Todas essas 33 cartas estão estampadas com: mapa, bandeira, sigla e nome de cada Estado, DF, Região e País, conforme for o caso. Abaixo, um exemplo dessas cartas:


 2º deck com 32 cartas:
- 26 cartas das Capitais dos Estados;
- 05 cartas das Capitais dos Estados que compõem as regiões;
- 01 carta da Capital do Brasil

Todas essas 32 cartas estão estampadas com: mapa, localização e nome de cada Capital.   A seguir, um exemplo dessas cartas:



b) A CARTA DO “MICO”

É a carta do Distrito Federal, uma vez que a carta com a cidade de Brasília, faz par com a carta do Brasil.


c) CAIXINHA

Há também a caixinha com um design especial, para guardar as cartas:



Regras / forma de jogar

Para que este jogo fique interessante é importante dividir a turma em grupos com no mínimo quatro integrantes.

Para iniciar, um dos participantes, após ser escolhido por sorteio, embaralha as cartas e em seguida as distribui para os demais alunos. É importante informar que as cartas não possuem valor ou pontuação. Deve-se estar atento a:

1ª) Quando se tem 4 jogadores apenas, pode-se distribuir somente 5 cartas para cada um e colocar o restante do baralho num monte para que os participantes possam comprar dele.

2ª) Quando se tem mais de 4 jogadores, pode-se distribuir todas as cartas e em seguida todos os participantes deverão baixar os pares formados (não é regra... apenas sugestão!).

Depois de distribuídas as cartas, as que sobraram ficarão em um monte com a face voltada para baixo, al qual denominaremos compras. Em seguida, os jogadores verificam os possíveis pares de serem formados (Estado, Região ou País com sua respectiva Capital) e abaixar os pares (cada jogador abaixa o par formado na sua frente, sem juntar os pares).



Assim que todos já tiverem abaixados os pares formados em suas mãos, inicia-se o jogo propriamente dito.

A sequência do jogo é bem divertida. Os jogadores deverão comprar cartas uns dos outros ou da mesa. O jogador à esquerda do que distribuiu pega uma carta aleatoriamente dentre as que estão no leque de cartas do jogador à sua esquerda. Se um par for formado, o jogador abaixa esse par junto com seus outros pares. Em seguida, descartará uma outra carta (que não lhe interesse), a qual ficará em um outro monte, que aqui chamaremos de descarte.

O jogador seguinte poderá comprar uma carta no monte de compras ou pegar aquela descartada pelo outo jogador, no monte de descarte. Se não a pegar, esta continuará na mesa, com a outra que ele descartar, e assim sucessivamente.

IMPORTANTE: Quando um jogador optar por pegar a carta que já tenha sido descartada, deverá, também, recolher as demais cartas que estão no monte de descarte e não apenas a que lhe interessar, deixando apenas uma carta.
Lembrando que são dois montes de carta: compras e descarte.

Quando não houver mais cartas na mesa, o jogador deverá retirar uma carta do companheiro que estiver à sua direita, até que todos os pares estejam formados. O jogo segue dessa forma até que um jogador fique com uma única carta na mão. Neste jogo, é a carta do Distrito Federal, uma vez que a carta com a cidade de Brasília, faz par com a carta do Brasil. Essa carta é chamada de ‘mico’, pois ela não tem par correspondente.


Assim que terminar o jogo, são contadas as quantidades de pares de cada jogador, sendo que o possuidor do ‘mico’ não deverá contar seus pares. Vence o jogo quem tem mais pares formados, exceto quem ficar com o ‘mico’, ou seja, a carta a com o Distrito Federal.

Penalidades
Caso haja algum erro e o jogo termine com um jogador com 2 cartas sem pares ou dois jogadores acabem cada um com uma carta, não formando par, todos os jogadores deverão verificar entre seus pares se não há alguma carta errada. O jogador que cometer a infração ficará de fora da contagem dos pares.


Como adquirir?
 Quer saber mais sobre o GeoCartas – Estados e Regiões do Brasiljogo do mico!? Clique nas figuras abaixo para conhecer...


04 abril 2018

jogos didáticos: GeoSudoku América

publicado: 04/04/2018  atualizado: 04/04/2018



Chegou o segundo jogo GeoSudoku da série ‘países do mundo’:

GeoSudoku América

Puxa! Tenho vários lançamentos e novos jogos na fila para serem apresentados. Assim, este ‘post’ será bem objetivo!

Componentes do jogo

a) FICHAS

Como o tema é “América”, especificando bandeiras de países e territórios, não foi necessário fazer uma pesquisa apurada e não houve dificuldade alguma para reunir o material. A base para este trabalho foi o GeoRanking América

São 35 países e 20 territórios.

Decidido isso, comecei a confecção das fichas: 55 com as respectivas bandeiras, mais 4 com os mapas da América, América do Sul, América do Norte e América Central, multiplicadas por 9, totalizando 767 peças!

Veja abaixo alguns modelos das fichinhas:



b) GRADE

No sudoku tradicional, o jogador precisa distribuir, numa grade de 81 casas, os números 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9. Não é preciso fazer nenhuma conta, basta espalhar os algarismos sem repeti-los na horizontal, na vertical ou nos quadrados menores (de 9 células). No GeoSudoku América, disponibilizei a grade do jogo tradicional (9x9) * conforme mostra a figuras abaixo:




* Tal qual o GeoSudoku Europae devido a, digamos, robustez deste jogo e do grau de dificuldade previsto, disponibilizarei apenas a grade 9x9

É importante citar que, junto com o jogo, é disponibilizada uma grade do modelo. Mas, nada impede que mais grades possam ser impressas em papel sulfite comum e distribuídas aos alunos. Se dobradas, poderão ser guardadas dentro da caixinha, ou se preferir, poderá deixa-las montadas, como tabuleiros.


c) CAIXINHA

Há também a caixinha com um design especial, para guardar as fichas e as grades:


Regras / forma de jogar

O jogo poderá ser disputado por um ou mais alunos, individualmente ou em grupo, com algumas casas já marcadas, etc. Fica a critério do docente. Porém, algumas regras básicas deverão ser observadas:

a) Quadra 9x9

1) Para cada disputa, deve-se escolher apenas 9, das 59 bandeiras ou mapas disponíveis. Esta escolha pode também ficar a critério do docente. Por exemplo, escolher os países da América do Sul, ou os 9 países mais ricos do continente, etc.

2) O jogo poderá iniciar-se com alguns das casas já preenchidas com algumas fichas:



3) O objetivo do jogo é preencher as casas vazias com as fichas das 9 bandeiras escolhidas (apenas uma bandeira em cada casa) de acordo com o seguinte:

a. A bandeira de um determinado País pode aparecer apenas uma vez em cada linha:



b. A bandeira de um determinado País pode aparecer apenas uma vez em cada coluna:



c. A bandeira de um determinado País pode aparecer apenas uma vez em cada subquadra:


Em resumo: A bandeira de um determinado País pode aparecer apenas uma vez na linha, na coluna ou na subquadra.
  
Ajuda aos estudantes

As possibilidades:
 O primeiro passo é analisar cada linha, coluna e célula e encontrar as bandeiras que poderiam ser colocadas ali – ou seja, aquelas que ainda não existem em nenhuma dessas 3 posições. Oriente o estudante a começar sempre pelos grupos que têm mais bandeiras-pista já dispostos.



Nas casas em que só há uma possibilidade, o aluno já tem o resultado. Assim, ele deve colocar a ficha correspondente e exclui-la das outras casas que estejam na mesma linha, coluna ou célula. Deve repetir o processo várias vezes, até preencher toda a grade.



Como adquirir?
 Quer saber mais sobre o GeoSudoku América? Clique nas figuras abaixo para conhecer...